Empreendedorismo feminino: os desafios da nova década

És uma mulher com queda para o negócio e sonhas afirmar-te no mundo do empreendedorismo feminino? Não percas mais tempo: 2020 é o teu ano.

És uma mulher com queda para o negócio e sonhas afirmar-te no mundo do empreendedorismo feminino? Não percas mais tempo: 2020 é o teu ano.

Hoje é o dia da mulher e, desde 1975, vem assinalar a importância das mulheres lutarem pelos seus direitos na sociedade. É, pois, tempo de te afirmares e, mais do que nunca, perseguires as tuas ambições.

Uma mulher tem tudo para singrar nos negócios

Além disso, podes ter muitas caraterísticas absolutamente essenciais para levar qualquer negócio a bom porto. 

Pois bem, estes são os atributos que comummente se reconhecem a quem participa no empreendedorismo feminino:

  • versatilidade e facilidade de gerir várias tarefas;
  • capacidade de encarar e solucionar problemas;
  • brio, organização e atenção ao pormenor;
  • sensibilidade e empatia;

Por isso, lembra-te de que estas qualidades poderão fazer de ti uma empreendedora de sucesso, capaz de acabar com a ideia de que o mundo dos negócios pertence exclusivamente ao sexo masculino.

Conquistas no empreendedorismo feminino 

Mas, afinal, que barreiras é que mulheres como tu têm vindo a quebrar?

Foi exatamente sobre isso que conversaram as mulheres que se destacam no universo do empreendedorismo feminino no encontro anual da Entrepeneurs’ Organization (OE) cuja última edição (2019) teve lugar em Portugal. 

Entre as centenas de empreendedoras presentes no evento esteve, por exemplo, Cristina Fonseca da Talkdesk e da Indigo Capital que lança um conselho importante. Queres ser empreendedora? Então, sente-te confortável para pensar e avaliar aquilo que já conquistaste, mas não te inibas de sonhar com mais, não deixes que o perfecionismo te limite e apresenta o teu negócio com confiança no futuro.

Superar os desafios no mundo do empreendedorismo feminino

Porém, e apesar do rol de conquistas que se seguiram ao direito à educação, ao voto e ao controlo da natalidade, no mundo das mulheres, e em particular no espetro do empreendedorismo femininohá ainda muitos desafios para superar.

Por isso, em 2020, a mulher ainda deverá:

  • combater o preconceito de que não é talhada para o negócio ;
  • contornar a sua falta de autoconfiança;
  • superar a dificuldade em obter apoio financeiro institucional;
  • mostrar que é capaz de ser categórica mas flexível;
  • mostrar que é possível investir na contratação de outras mulheres.

Não há, pois, motivo para que não te sintas capaz de vingar em qualquer que seja a tua área de negócio. Afinal, estamos numa altura em que o empreendedorismo femininosurge como uma forma de afirmação feminina no setor laboral.

Por isso, não fiques parada e assume as rédeas dos teus sonhos: ganhar credibilidade e destaque só depende de ti!