7 doenças sexualmente transmitidas

Todas nós estamos habituadas a ouvir falar do perigo das doenças sexualmente transmitidas, o que não significa que as conheçamos bem. Descobra-as aqui.

Todas nós estamos habituadas a ouvir falar do perigo das doenças sexualmente transmitidas, o que não significa que as conheçamos bem… Mas a verdade é que algumas dessas enfermidades podem comprometer seriamente a nossa saúde.

Por isso, hoje falamos-te sete doenças sexualmente transmitidas que deves conhecer além da Sida, para que possas, sobretudo, apostar na sua prevenção. 

Sífilis

A Sífilis manifesta-se através de uma úlcera na uretra, nos órgãos genitais, no colo do útero, no ânus, nos lábios ou na boca. Contudo, embora seja uma doença relativamente fácil de tratar, o seu diagnóstico pode ser traiçoeiro, já que essa úlcera não provoca dor.

Herpes 

Existem dois tipos de herpes. O tipo 1 provoca lesões na mucosa oral e o tipo 2 causa lesões no ânus e nos genitais. 

Além disso, o herpes não tem cura pelo que, mediante o seu diagnóstico, é aconselhável a abstinência sexual sempre que reaparecer.

Gonorreia 

A Gonorreia é uma doença infeciosa que pode afetar a vagina, o colo do útero, o pénis, a uretra, o ânus e a garganta. Nos homens pode provocar pus na uretra, e nas mulheres um sangramento anormal.

Ademais, é transmitida sexualmente, mas também de mãe para filho, durante o parto.

Vírus do Papiloma Humano (HPV)

Existem vários tipos de HPV, estimando-se que grande parte da população já tenha contactado com o vírus. No entanto, o HPV pode agravar-se e até desencadear cancro do colo do útero nas mulheres com sistemas imunitários mais débeis.

Felizmente, a sua prevenção passa por um simples exame citológico anual.

Hepatite A e B

Uma das doenças sexualmente transmitidas mais contagiosas é a Hepatite B. Transmite-se, sobretudo, pelos fluídos genitais, esperma, sangue, urina ou saliva. Embora muitas vezes assintomática, pode causar doenças como a cirrose.

A Hepatite A é uma inflamação do fígado, com uma cura mais fácil e por vezes até espontânea.

Para ambas existe vacina – a melhor forma de as prevenir.

Clamídia

Apesar do nome sonante, esta é uma das doenças sexualmente transmitidas mais comuns. Pode manifestar-se nos órgãos genitais, na garganta e nos olhos.  Como a Gonorreia, também se pode transmitir de mãe para filho.

Tricomoníase

Causada por um parasita, esta enfermidade causa hemorragias – antes ou depois da relação sexual – e corrimentos com cheiro e cor anormais. Provoca ainda vontade frequente de urinar.

Sintomas e prevenção de doenças sexualmente transmitidas

Os seguintes sintomas são transversais às doenças que referimos e é sobretudo a eles que devemos estar atentas:

  • ardência ao urinar;
  • comichão, prurido, feridas e lesões na zona genital e/ou anal;
  • corrimento anómalo da vagina, pénis ou ânus;
  • dor na zona do abdómen durante as relações sexuais.

Mas a melhor forma de prevenires todas estas doenças é garantindo que tens relações sexuais seguras, usando preservativo. 

Lembra-te: somos todos suscetíveis às doenças sexualmente transmitidas e, por isso, é importante que nos protejamos. Usufruir do sexo sim, mas em segurança!