No fim de semana passado corri a baixo de 10 graus 10km e notei diferenças na recuperação, senti-me mais cansada e com muito mais fome do que o normal.

Isto quer dizer que o meu corpo necessita de cuidados extra aos que eu não estava habituada quando corria em Portugal a temperaturas a rondar a casa dos 20 graus.

Por um lado correr a baixas temperaturas é benéfico porque o corpo consegue regular melhor as diferenças de temperatura.

Por outro lado é necessário uma atenção redobrada, e isto não é só na roupa que se utiliza ou até mesmo no aquecimento. A atenção redobrada deve ir para alimentação.

Como vos tenho vindo a dizer, uma boa alimentação é a chave do sucesso de qualquer atleta.

Como estamos a temperaturas em que realmente sabe bem a sopa, devemos apostar nela. Reforçar a dose de hortaliças e frutas. Não deixar de parte os cereais, a carne, o peixe e os lacticínios de baixa gordura. Não esquecer os hidratos como a massa, arroz e batata para ter energia para correr.

O tempo frio, faz com que muitas vezes fujamos da fruta ou legumes no seu estado natural, e isso para um runner é essencial.

A minha experiência assim me mostrou, que não basta ter roupas mais quentes ou aquecer muito bem antes de sair de casa. É necessário reforçar na alimentação, para que nada falte e descansar.

Também sentes que correr a baixas temperaturas te obrigada a ter ainda mais cuidados com a alimentação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *